Skip to Content
avatar image
Former Member

GRC10 - Incoming - NFE_TRANSFORMER_CREATE

Olá Pessoal!

Estamos em projeto inbound e nos deparamos com um erro:

Nosso ABAP reportou que a função NFE_TRANSFORMER_CREATE está mapeando os campos do XML erroneamente e enviando campos trocados para a função J_JBNFE_INVOICE_CREATE_2 (no exemplo abaixo o número do pedido/item preencheu o campo do código do material)

Não encontramos nenhuma nota SAP a respeito.

Isso deve ser configurado manualmente? Alguém sabe nos indicar uma nota SAP para tratar tal erro ou nos dar alguma orientação?

Desde já agradecemos.

Luciana

Add comment
10|10000 characters needed characters exceeded

  • Get RSS Feed

1 Answer

  • Nov 05, 2014 at 11:19 AM

    Bom dia Luciana,

    O screen shoot demonstra que chegou errado no ERP, mas não necessariamente que o mapeamento do transformer está em erro.

    Compare as estruturas relacionadas ao IT_MAT_ORDERED no SAP NFE ( /xnfe/nfe_in_good_t ) x ERP (  J_1BNFE_INVOICE_TAB_2 ) talvez esteja faltando notas no ERP.

    Para o debug a sugestão neste caso é debugar na origem (SAP NFE) e vir navegando via RFC para o ERP.

    Atenciosamente, Fernando Da Rós

    Add comment
    10|10000 characters needed characters exceeded

    • Bom dia Luciana,

      As estruturas devem ser idênticas por servirem exatamente à comunicação entre ambos os sistemas. Quando há diferença acontece o problema que você encontrou.

      Pelo SAP NFE ser atualizado facilmente por support package é bem difícil de encontrar problemas desta natureza como causa do lado do SAP NFE.

      A má notícia é que exatamente o lado ERP os clientes não podem simplesmente atualizar por SP, EHP... Então é via nota, algumas vezes automaticamente e em alguns casos manual.


      Uma dica que sempre dei é verificar todas as notas XX-CSC-BR-NFE a partir da sua versão ECC EHP SP, colocar numa planilha e analisar estrategicamente quais que você precisa implementar e quais pode postergar.

      Infelizmente este cálculo sempre começa com umas 200 notas (ohhhhhh)

      Regards, Fernando Da Rós